#MPLU3 para maiores informações segue um artigo da Suno. Segundo o te... - GuiaInvest

Ibovespa

Desconectado
Crie sua conta
ou
faça o login
para criar sua lista de ações
TOP
Rodrigo Marques
  • 6 de setembro de 2018 às 21:38
#MPLU3 para maiores informações segue um artigo da Suno. Segundo o texto o valor proposto pode ser ponderado pelos minoritários, e que tbem estes pode aceitar ou não a oferta. Vide UNIP6
https://www.sunoresearch.com.br/artigos/opa-da-multiplus/amp/
 
claudia freitas
Venho acompanhando o case da mplu3 e as manifestações gerais sobre uma possível OPA.

No entanto, muito em razão das manifestações serem preliminares, não vi considerações sobre os seguintes pontos:

1. A Multiplus enviou um e-mail dizendo q será incorporada à Latam, motivo pelo qual não será necessária a renovação do contrato. No entanto, essa é uma abordagem completamente diferente do anunciado ao mercado. O pior é q a notícia verdadeira é esta, da mera desnecessidade, mas as coisas foram colocadas cm desinteresse em renovar p forçar o minoritário a vender e baixar o preço da ação. Salvo engano, essa conduta é passível de punição pela CVM.
Se tiver interesse, encaminho o e-mail da Multiplus.

2. A Latam é dona de mais de 70% da mplu3. Ela não irá simplesmente deixar a empresa morrer. Primeiro pq tb terá um prejuízo e segundo pq a real intenção dela é INCORPORAR a mplu3. Postura muito diversa.
Note que além de dinheiro em caixa, a mplu3 tem a base de clientes e parceiros. Tudo isso vale muito dinheiro e não pode ser apossado pela Latam sem uma incorporação.

2.1 Dinheiro: ao que parece, apenas o dinheiro em caixa seria capaz de pagar 30,00 aos minoritários. Note q esse dinheiro já é do próprio acionista, mas a informação serve de base p ressaltar o absurdo. Se vc usar o meu próprio dinheiro p comprar o q já é meu, poderia pagar 30,00 e ainda ficaria c a base de clientes, parceiros, contratos e marca (essa não terá muito valor na incorporação...)

2.2 a base de clientes é muito valiosa e necessária para uma futura incorporação. A base de clientes representa não só as pessoas cadastradas, mas também os assinantes do clube múltiplos (e sua receita) e as milhas já transferidas para o Multiplus.
Note q essas milhas não podem ser simplesmente transferidas p Latam sem uma incorporação.

Se não houver incorporação, a empresa ou se arrastará até 2024, representando 6 anos de prejuízos p Latam ou se desenvolverá normalmente, hipótese em q esses ativos não poderão ser transferidos p Latam sem a devida indenização.

Apesar do pessimismo, certo é q afastadas as ingerências indevidas do controlador, a Multiplus poderá atuar como a livelo. Está não tem companhia vinculada e transfere p qq companhia aérea. Inclusive, a livelo tem crescido com base nessa flexibilidade de companhias aéreas.

Ou seja, a empresa poderia até crescer sem a Latam. De outro lado, a Latam não pode abrir mão dos ativos intangíveis da mplu3, mesmo tendo o programa com a Lan, que em verdade precisaria iniciar suas operações do zero na base territorial da mplu3.

No entanto, apesar de tudo, vários minoritários estão se desesperando. Não se tem notícia de um minoritário relevante a ponto de representar a classe, nem se sabe a postura da CVM.

Dessa forma, os minoritários precisam ter acesso às reais circunstâncias, ainda q de forma preliminar, urgentemente, sob pena dos danos serem irreversíveis.

Ressalto q existem milhares de investidores a longo prazo que não venderiam, mas acham que não possuem opção, pois a mplu simplesmente fecharia as portas, todo patrimônio material e imaterial se perderia e eles receberiam 1 real por ação. No entanto, numa eventual liquidação da empresa, o valor seria muito maior. Se a Latam não tiver interesse de comprar, a gol, azul ou outra internacional poderia comprar os ativos imateriais.

Nesse ponto ressalto que não conheço a extensão do poder da controladora sobre as decisões administrativas da mplu, contudo, condutas contrárias aos interesses da empresa devem ser coibidas pelos meios próprios.