#PDGR3 #GFSA3 JUROS PODEM ABAIXAR ATÉ MAIS QUE PREVISÃO DO GOVERNO - ... - GuiaInvest

Ibovespa

Desconectado
Crie sua conta
ou
faça o login
para criar sua lista de ações
TOP
Trademarker2020
  • 22 de setembro de 2017 às 08:52
#PDGR3 #GFSA3 JUROS PODEM ABAIXAR ATÉ MAIS QUE PREVISÃO DO GOVERNO - INFLAÇÃO EM QUEDA LIVRE E DÓLAR BARATO E AUMENTO DO PIB.

Setor Imobiliário e ações de empresas do setor devem se valorizar 2017-2018 e investimentos devem crescer com esse momento altamente favorável.

A Bolsa de Valores deve estourar sucessivamente picos históricos e talvez pode chegar a 100.000 pontos.

Síntese de assunto noticiado no Jornal OGlobo:

"Com a perspectiva de um dólar mais barato que o previsto anteriormente, inflação
mais baixa por causa dos choques benignos, o BC reforçou a ideia de que levará os juros para patamares tão baixos que estimulem a inflação.

"O Copom entende que a conjuntura econômica prescreve política monetária estimulativa, ou seja, com taxas de juros abaixo da taxa estrutural", disse o Comitê de Política Monetária (Copom) no relatório ao lembrar da taxa estrutural, ou seja, uma taxa de equilíbrio que nem estimularia ou reduziria a inflação."

Veja esse assunto e outros da melhora substancial dos dados econômicos para este ano e 2018.

https://m.oglobo.globo.com/economia/banco-central-reduz-previsao-de-inflacao-aumenta-para-pib-21850155?versao=amp

http://blogs.oglobo.globo.com/miriam-leitao/
 
Trademarker2020
Exato. Veja o outro meu post mais novo e veja que o setor imobiliário já está voltando a crescer justamente com a melhora da economia e créditos bilionários para o setor que envolve muita mão de obra gerando riqueza para o País e milhares vagas de empregos.
Turco Loco
So baixar o credito não adianta, os preços são surreais.
Trademarker2020
Veja que preços já estão se ajustando ao mercado. Os projetos que atendem a classe média já mostram quedas de valor, na moradia popular claro devido incentivos do governo no MCMV não param de crescer projetos e vendas, o que ainda deixa a desejar são aqueles que atendem a classe A, que diminuiram os lançamentos, porém ano que vem tende a a melhorar com outras mudanças no crédito junto à CAIXA, onde eu trabalho.