#BRAP4 #BRAP3 #VALE3 #VALE5A Vale informou que irá fazer uma baixa co... - GuiaInvest

Ibovespa

Desconectado
Crie sua conta
ou
faça o login
para criar sua lista de ações
TOP
Bob
  • 28 de novembro de 2019 às 14:38
#BRAP4 #BRAP3 #VALE3 #VALE5

A Vale informou que irá fazer uma baixa contábil de aproximadamente US$ 3,2 bilhões no quarto trimestre, após reavaliar ativos de metais básicos e carvão, e não descartou impairments adicionais ainda este ano.

Segundo a empresa, foram identificados valores contábeis de certos ativos que excediam o seu valor recuperável, “levando ao reconhecimento de um impairment”, o que deverá impactar o resultado da companhia no quarto trimestre de 2019. “Os efeitos de impairment não terão impacto no fluxo de caixa e serão tratados como itens excepcionais”, acrescentou.

“Ao longo de 2019, o segmento de Metais Básicos vem enfrentando desafios com relação à confiabilidade da produção e processamento do minério originado nas operações da Nova Caledônia. Como resultado, a companhia reduziu os níveis esperados de produção ao longo da vida útil remanescente da mina e irá registrar um impairment de aproximadamente US$ 1,6 bilhão no quarto trimestre de 2019, de um total de aproximadamente US$ 3,0 bilhões de ativos nessas operações”, afirmou.

A mineradora acrescentou que a revisão anual dos ativos da companhia na Nova Caledônia será concluída até fevereiro de 2020 e ajustes adicionais que necessitam ser implementados estão em avaliação e, consequentemente, impairments adicionais que podem impactar o ano fiscal de 2019 não podem ser descartados ainda.

Além disso, durante a conclusão do planejamento estratégico para as operações de carvão, a Vale identificou que sua expectativa de yield do carvão metalúrgico e térmico mudou desde a concepção do projeto, principalmente devido a problemas técnicos apresentados no projeto e nas operações.

A companhia realizou também uma revisão detalhada do plano de lavra, o que reduziu o nível de reservas provadas, e revisou os cenários de preço do carvão metalúrgico e térmico utilizado em suas avaliações. “Como resultado, a companhia registrará um impairment, sem efeito caixa, de aproximadamente US$ 1,6 bilhão no quarto trimestre de 2019”, afirmou.

O novo plano de lavra do Carvão priorizará reservas minerais de melhor qualidade, “maximizando a participação do carvão metalúrgico no mix de produtos e com uma menor relação estéril/minério”.

Em 2020, as operações de carvão em Moatize entrarão em manutenção por um período de três meses e implementarão um novo flowsheet operacional, aumentando a produtividade e o yield da planta. “Após a adoção dessas medidas, a Vale espera alcançar um ritmo de produção de 15 Mtpa no segundos semestre de 2020 em Moatize”, finalizou.

Ainda sobre a Vale, a companhia liderou os investimentos de empresas brasileiras no exterior no ano passado. Em 2018, a companhia anunciou o relançamento de um grande projeto de mineração de níquel no Canadá, em um investimento que, sozinho, vai consumir US$ 2 bilhões. No total, a companhia investiu US$ 2,8 bilhões fora do Brasil em 2018.